Google Analytics, já usa?

Tem um site. É o menino dos seus olhos e orgulha-se dele. Os seus amigos afirmam que agora é que a sua empresa vai para vingar e que se abriu para o mundo. Sabe quantas pessoas visitam o seu site? Sabe de onde eles vêm? A que horas tem mais acessos? Qual o país que mais procura pelos seus serviços?

Se ainda possui um daqueles contadores gratuitos que apresentam a quem visita a sua página o número total de visitas que já teve, está na hora de entrar no século XXI. Antes de mais remova o contador, que essa ferramenta já não se usa há muito. Conhece o Google? Tem a noção que é o motor de busca mais utilizado universalmente? Pois bem, a Google não disponibiliza apenas o motor de busca. A Google tem um produto que é essencial para todos aqueles que possuem websites e que pretendem retirar dele o maior retorno possível.

Google Analytics

Esse produto ou ferramenta, chama-se Google Analytics. O Analytics é uma ferramenta de monitorização de tráfego e de visitas. É praticamente o Big Brother nas suas páginas e pode ajudá-lo a corrigir erros que pode ter cometido ou então a ter informação preciosa para adequar a sua presença online a quem o procura. Para que possa utilizar o Analytics deve possuir uma conta Google e aceder a http://analytics.google.com. Registe-se e conheça o produto através dos passos de introdução que lhe são apresentados. Estes passos contêm informação relevante para quem nunca teve contacto com esta ferramenta. Depois de ter noção da utilidade dele, preencha o formulário apresentado. Para tal terá que fornecer o url da homepage, escolher o fuso horário que pretende utilizar e indicar qual o nome que pretende dar ao perfil criado. Uma vez preenchidos estes dados ser-lhe-á disponibilizado um script que deve colocar antes do fim do elemento head da página (antes da seguinte tag: </head>).

Após ter colocado o script em todas as páginas que pretende monitorizar efectue a verificação no seu perfil do Analytics. Se tudo tiver corrido bem ele começará a recolher os dados. Os dados recolhidos são compilados em forma de estatísticas diárias que lhe permitem conhecer o perfil completo do visitante. Se por ventura for também utilizador dos serviços Google Adsense ou Google Adwords pode também ficar a saber qual o desempenho que está a ter, porém esse tema não será aborado aqui. Já com o script instalado é hora de conhecer o ecrã inicial. Este mostra um gráfico onde os dados se referem aos últimos trinta dias. O gráfico mostra por omissão a evolução das visitas ao longo dos períodos temporarais definidos e que podem ser configurados através dos calendários das datas.

Para além das visitas são mostrados o número de páginas vistas no total, a média de páginas vistas por visita, a taxa de rejeição ( percentagem de visitantes que abandona o site após o primeiro contacto ), o tempo médio da visita e a percentagem de novas visitas. Para além destes dados é lhe mostrado em forma de gráfico as fontes de tráfego e um mapa com a cobertura regional dos visitantes. Os dados mais importantes são a evolução das visitas, o tempo médio no site e respectivas páginas vistas e também quais as fontes de tráfego. Quanto maior for o número de visitas melhor está a ser o seu desempenho. Para tal deve analisar quais as principais fontes de tráfego e trabalhar para ser consistente em todas. Tipicamente elas vêm dos seguintes grupos: tráfego directo, motores de busca, redes sociais e rss feeds (caso possua).

No que diz respeito às visitas através do Google, o Analytics mostra-lhe quais foram as palavras ou expressões pesquisadas e que lhe trouxeram o visitante. Este dado é importante para perceber qual o segmento de pessoas onde o seu site está a ser melhor sucedido. Se por ventura as expressões que originam as visitas não forem aquelas que pretendia, então talvez deva rever o conteúdo do seu site. Ao nível dos visitantes o Analytics permite-lhe avaliar qual o grau de fidelização deles, podendo verificar se as visitas são espontâneas ou são regulares. Se possuir um site onde o conteúdo é valorizado e pretende ter uma massa de leitores constantes então este dado é essencial Para verificar este dado aceda ao menu Fidelidade do Visitante da área Visitantes.

Ainda sobre as visitas, é possível conhecer quais as horas de pico de acesso ao site através da área Tendências do Visitante. Aqui pode consultar qual o volume de visitas por hora. Este dado dá-lhe o padrão de acessos e pode ser útil para programar operações específicas para horas chave do dia. Se lhe interessa perceber de que países são os seus visitantes então nada como consultar a Cobertura Regional. Esta funcionalidade fornece-lhe a cobertura por país e por regiões de cada um. Se possuir um site que difere de região para região, imaginemos o caso das compras colectivas, então este dado é muito relevante. Se as visitas internacionais não lhe trouxerem valor acrescentado e representarem um grande volume de tráfego, pode ter aqui a consciência total desse facto e pode tomar decisões de forma consciente e fundamentada por estes dados.

Depois disto, o conselho que fica é que se não possui nenhuma ferramenta de monitorização de tráfego, devia ter. Existem outras, porém o Google Analytics é tão poderoso que deve ser aquela em primeiro lugar na sua mente. Para além disso é gratuita. Utilize os dados fornecidos e potencie o seu espaço na web. Com informação conseguimos tomar decisões de forma mais consciente. Este produto é utilizado por milhões de webmasters e tem sido aperfeiçoado ao longo do tempo. Faça como eles e tenham acesso a informação vital sobre o seu espaço virtual.

Sobre o Autor
Author Image
Densinet - Produção de conteúdo e gestão de sites web.
Website:
Pode deixar um comentário, ou responder no seu blog.

Deixe a sua opinião